quarta-feira, agosto 28, 2013

A menina que não sabia ler







Florence é umas jovem de 12 anos, que vive com seu meio-irmão Giles, em Blithe House (uma mansão de pedra enorme e praticamente abandonada). Os irmãos são órfãos e vivem sob o rigor das regras impostas por seu misterioso tio, um homem desconhecido até para os empregados. Entre essas proibições estava entrar em determinados lugares, um deles era uma biblioteca. Florence que era de uma curiosidade tamanha não resistiu e descobriu o que havia por trás da "porta proibida". O tio achava que era inútil ensinar mulheres, no caso Florence, alguma coisa, como ler. Desde o dia em que achou a biblioteca e aprendeu sozinha a ler, ela tem os livros como uma companhia constante, passa todo o tempo que pode na biblioteca, sendo muito cuidadosa para não deixar pistas de suas escapadas. Depois de ter começado a ler, a menina está com a imaginação a mil, isso não vai ser uma boa coisa quando uma certa pessoa chegar.

Giles foi para o colégio, porém logo já estaria em casa novamente. Com a volta da criança, o tio misterioso teve que contratar uma preceptora para educar o menino, a partir do dia que a primeira preceptora chegou, a vida de Florence, Giles e todos os moradores de Blithe nunca será a mesma. Pena que a doce senhorita contratada teve logo de ser substituída por outra, essa nova era totalmente o oposto da primeira. O que essa mulher quer com os irmãos? Qual o mistério que ela carrega por trás daquele rosto?


Ficha Técnica:
Autor: John Harding
Editora: LeYa
Ano: 2010
Número de páginas: 220
Nota: 08/10


"Eu... eu acho... acho que ela é um fantasma."

(Florence)